Como um budista lida com dinheiro

Ajahn Suchát fala sobre como se relacionar com dinheiro sem ser vítima da ganância e fala sobre a prática do uposatha sīla (os oito preceitos morais).

Aviso: Ajahn Suchát não costuma “açucarar” seus ensinamentos; o que para muitos é uma qualidade, para outros pode ser um defeito. Quando ele fala sobre a prática dos oito preceitos, ele sugere um nível de prática bastante austero e portanto cabe às pessoas saberem avaliar se para si é ou não apropriado seguir uma prática neste estilo. Certas sugestões que ele faz, como misturar toda a comida antes de comer, são boas mas não fazem de fato parte do oito preceitos, e portanto, não são obrigatórias.

Notas:

  • Kāma tanhā, bhava tanhā, vibahava tanhā: desejo por sensações, desejo por existência, desejo por inexistência. De acordo com o Buddha, todos os desejos que existem se encaixam dentro de uma destas três categorias.
  • Supatipanno, ujupatipanno…: qualidades daqueles que realizaram o Dhamma. Para mais detalhes, veja http://www.acessoaoinsight.net/caminho_liberdade/sangha.php
  • Fazer doações para ficar rico: uma crença muito comum na Tailândia é de que fazer doações, principalmente à Sangha, trará como resultado sucesso nos negócios
  • Para o corpo ser saudável: outra crença comum na Tailândia é de que fazendo doações você ficará protegido contra doenças.
  • Cinco e oito preceitos: ver glossário.
  • Oitavo preceito: não dormir em camas grandes e luxuosas.
  • Três características: tudo que é condicionado é impermanente (anicca), tudo que é condicionado é insatisfatório (dukkha), nada possui “eu” inerente (anatta).
  • Vida santa: neste caso, a vida dedicada à realização do Dhamma.
  • Moha, Avijjā: ambas palavras significam mais ou menos a mesma coisa, ou seja, a ignorância da verdade, o mal entendimento que nos faz permanecer presos no samsāra.
  • Fazer mérito para ele: na Tailândia há o costume de fazer boas ações e oferecer os méritos de tais ações para aqueles que já faleceram, como uma forma de ajudá-los a ter um bom renascimento.
  • Asuras: uma espécie de ser celestial mas que possui a mente obcecada pela raiva. Semelhante aos Titãs da mitologia grega.
  • Motivo de cada um: na verdade essa é uma versão muito simplificada do assunto, me parece, dada apenas para fins didáticos.
  • Receber os preceitos: nos países budistas as pessoas costumam realizar cerimônias onde elas pedem que os monges lhes deem os preceitos. O propósito dessa cerimônia é semelhante a estar prometendo perante os monges seguir os tais preceitos, como se os monges servissem de testemunhas àquela determinação. Infelizmente a maioria das pessoas faz apenas por cerimônia, sem real intenção de seguir os preceitos.
  • Costumo contar: algumas pessoas usam a técnica de contagem para auxiliar a focar a mente, ou seja, a cada inspiração elas contam um, dois, três, quatro, etc.

Baixe a transcrição deste ensinamento: Versão PDF / Versão ePub

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.